HISTÓRIAS DE UM PESCADOR (Paulo Cesar D. da Silva)

No livro Histórias de um pescador o leitor pode conferir como a paixão pela pesca o levou a lugares cada vez mais distantes - Argentina, Chile, Bolívia, Equador, Venezuela, Costa Rica, Belize, México, Flórida e Alasca, em busca do peixe maior, mais bonito, mais brigão: uma truta, um dourado, um bonefish, um marlin... A cada capítulo, uma história pitoresca, tipos engraçados e peixes diferentes, além de descrições minuciosas dos locais escolhidos para essas pescarias. A paixão de Paulo pela pesca começou antes dos dez anos, com um caniço de bambu, e chegou a sofisticadas varas de grafite para a pesca com mosca (fly fishing), modalidade do esporte que o autor introduziu no Brasil, no início da década de 1990, e que consolidou com o lançamento de seu primeiro livro Pescando com Mosca, Edições Marítimas.
Hoje, a pesca com mosca está disseminada por todo o país e conta com mais de três mil adeptos, considerados pescadores “sustentáveis”, já que o peixe é fisgado com um anzol sem farpa, que não o machuca, é pesado, fotografado e, ainda vivo, devolvido ao seu habitat.

HISTÓRIAS DE UM PESCADOR (Paulo Cesar D. da Silva)
R$35,00
Quantidade
HISTÓRIAS DE UM PESCADOR (Paulo Cesar D. da Silva) R$35,00

Conheça nossas opções de frete

No livro Histórias de um pescador o leitor pode conferir como a paixão pela pesca o levou a lugares cada vez mais distantes - Argentina, Chile, Bolívia, Equador, Venezuela, Costa Rica, Belize, México, Flórida e Alasca, em busca do peixe maior, mais bonito, mais brigão: uma truta, um dourado, um bonefish, um marlin... A cada capítulo, uma história pitoresca, tipos engraçados e peixes diferentes, além de descrições minuciosas dos locais escolhidos para essas pescarias. A paixão de Paulo pela pesca começou antes dos dez anos, com um caniço de bambu, e chegou a sofisticadas varas de grafite para a pesca com mosca (fly fishing), modalidade do esporte que o autor introduziu no Brasil, no início da década de 1990, e que consolidou com o lançamento de seu primeiro livro Pescando com Mosca, Edições Marítimas.
Hoje, a pesca com mosca está disseminada por todo o país e conta com mais de três mil adeptos, considerados pescadores “sustentáveis”, já que o peixe é fisgado com um anzol sem farpa, que não o machuca, é pesado, fotografado e, ainda vivo, devolvido ao seu habitat.